A pontualidade estrangeira

porque não era britânica… era indiana, tailandesa ou talvez paquistanesa.

Ontem às 9 horas da noite, bateram na minha porta. Estava escuro. Os postes da rua emitem uma luz muito fraca e a lâmpada fora da minha casa não funciona. Levando em conta que choveu e ventou o dia todo, ainda haviam folhas sambando na cara de quem ainda insistia em andar lá fora.

Bateram na minha porta. Quem poderia ser? Só por que estava sozinha em casa. Toda terça à noite recebo o jornalzinho do bairro, mas nunca bateram na porta, e ontem foi quarta. Que aliás, um mini-infarto todas as vezes que chega correspondência. A maioria das casas aqui têm a entrada das correspondências na porta, nada de caixinha lá fora. E essa entrada das correspondências faz um barulho infartício difícil de se acostumar.

Então, bateram na minha porta. Não era o jornalzinho do bairro, não eram as Testemunhas de Jeová versão horário de inverno. Não era Luciano Huck oferecendo uma transformação do quadro Lar Doce Lar.

Era um homem, do tipo grande. E vi um carro parado na frente da minha casa. Eu não consegui visualizar o rosto do homem devido à escuridão e folhas sambantes. Por precaução eu segurava um guarda-chuva grande e pontiagudo na outra mão, atrás da porta (aloka).

Ele: – Taxi?
Eu: – Oi?
Ele: – Taxi?
Eu: – Er… não?
Ele: – Aqui não é número tal?
Eu: – É…
Ele: – Desculpa a inconveniência.
Eu: – Tudo bem. Na verdade pedi taxi sim, mas foi na segunda-feira.

Chegou tarde.

E no lugar errado.

Anúncios
Esse post foi publicado em Aleatórios, Brunices. Bookmark o link permanente.

13 respostas para A pontualidade estrangeira

  1. Camila P. disse:

    Que momento!!! Eu ia me c**** de medo.

  2. Luana Bacci disse:

    Olha! Taxi apenas alguns dias depois! Ta no lucro, amigue! hahahaha
    Eu nao ia abrir… tenho trauma de gente maluca atras de mim (eh que eu sou linda, modelo.. so que nao.. hahaha.. so que sei la porque atraio estrupicios).
    Uma vez me seguiram ate um mercado perto da minha casa… e o cara ainda me disse que tinha me seguido desde o meu trabalho – 5 km longe dali – e que estava apaixonado… veja so…
    E teve o caso do cara que tentou entrar no meu quarto num hotel la em Lyon… tentou arrombar a porta e tudo mais…
    E teve o cara, em Pequim, que me agarrou pelo braco e tentou me arrastar sei la pra onde…
    Ou seja.. so sozinha em casa e alguem bate na porta? me escondo debaixo da cama!

  3. Jux disse:

    sozinha em casa? eu nao atendo a porta NUNCA DA SILVA!
    Egal se é correio ou vizinha pedindo acucar: vai deixar Paket no vizinho e o bolo vai ficar salgado mas eu nao abro a porta! Pior que aki nao tem “olho mágico” HUNF!

    • brunahagemann disse:

      Aqui também não tem olho mágico! Minha casa ainda temum portão pequeno na frente, enferrujado, então dá pra ouvir quando tem alguém entrando. Já os vizinhos, é a porta direto na rua. Privacidade zero!

  4. Pêtra disse:

    Uiii que meda!! Acho que eu não abria a porta, só gritava de lá de dentro hehehehe!!!
    Mas esse taxi é mesmo devagar hein menina? Imagina quando você iria chegar ao seu destino?? Hehehehe!!!
    Beijo…

  5. Karina Miranda disse:

    Menina isso era um táxi ou um jegue?? Chegar 48 horas depois e ainda no susto ninguém merece mesmo! Da próxima vez q vc for precisar de táxi na segunda liga na quinta anterior que é mais seguro ;)

  6. Paula disse:

    Foi apenas coincidência. Ele provavelmente estava com endereço ou número errado. Essa coisa de abrir porta é um saco mesmo. Saudades do meu porteiro…rsrsrs
    Aqui na Holanda é um tal de gente pedindo dinheiro que não está no gibi. No brasil exploram criancinhas para pedir no sinal, aqui usam a mesma estratégia, só que p bater na sua porta. É para pedir doação para instituto de cancer, para orfanato e sei lá mais o que, tudo, é claro, destinado à países pobres. Nunca dou $. Testemunha de Jeová também já rolou… pior que são bem poucas as vezes que me salvo dizendo que não sei falar holandês, pq nessa terra até mendigo fala inglês (isso é sério!). E ah! Eu SEMPRE tomo susto com o barulho do “mail slot”, parece que tem alguém entrando na casa. Beijos!

  7. Aline Souza disse:

    Oie!
    Estou lendo váriassss partes do seu blog desde ontem…
    Estou adorando, vc é divertida e as coisas que escreveu sobre crianças é uma das minhas partes preferidas do blog.
    Sou brasileira, namo ingles, moramos no Brasil… mas… em alguns anos pensamos em morar por ai.. vamos ver…
    beijos e ate mais…
    Aline

  8. Clarissa Falk disse:

    ai meu deus!!! rsrs mas nao tem nem uma campainha pelo jeito ne? digo… uma campainha la no portao, ao inves de ser direto na porta… credo! e se tu nao sabe quem é, mas depois de saber, nao quiser atender? nao tem como ne? ja abriu… rsrsrs eita nos! compra um olho maRRico! rsrs da? rs

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s