Decadência da história

Se você assim como eu pobre mortal, não sabia que há uma grande relação entre Hamburg e The Beatles, sentaí e procura no Google.

No Reeperbahn encontra-se dezenas de lojas de souvenirs e cacarecos para beatlemaníacos. Loja só de Beatles? Tem. Turismo só de Beatles? Yeah. Monumento? Aham.

Lá pro fim do Reeperbahn tem uma rua chamada Grosse Freiheit, onde encontram-se vários bares e clubes. E foram nestes bares e clubes onde os Beatles mais se apresentram em Hamburg nos anos 60.

 

Foto de rolling thunder

Este é a casa de espetáculos Grosse Freiheit 36, a mais famosa e mais fotografada pela fama dos Beatles. Hoje, já não é total rock n’roll. A casa abriga shows de todos os tipos e é muito moderninha e cheio das luzes fluorescentes e tals. Então, se você turista, quer ir até o Grosse Freiheit 36 pra tirar uma foto, saiba que ali você só vai encontrar esse guitarrão em neon e uma plaquinha na porta contando a história. Foque mais na loja dos Beatles e souvenirs que encontram-se na região.

Pois sendo a Grosse Freiheit 36 um espaço que ainda bomba nos dias de hoje, vê-se sempre cartazes com sua agenda de shows em quase todas as estações de trem e metrô.

Prestenção:

Lá toca Gente de Zona.

Anúncios
Esse post foi publicado em Dicas de Hamburg. Bookmark o link permanente.

15 respostas para Decadência da história

  1. Bibi disse:

    Que bacana, vc entrou? Beijos

  2. Ivana Ebel disse:

    E tem o museu dos Beatles bem na esquina da Reperbahn com a Grosse Freiheit: um dos melhores! Claro que o museu é mais focado nos três anos que os Beatles viveram em Hamburg no início da carreira, mas é uma viagem aos anos 60 e 70. Bom demais da conta!!!!
    Outra coisa massa é ver o filme Backbeat (ou Os 5 rapazes de Liverpool, no Brasil), que conta esse perído da história da banda antes de passear por lá. E sim, são cinco… até na Beatlesplatz, onde estão as estatuas deles, tem o quinto Beatle mais afastado: era o Stuart Sutcliffe, que saiu da banda quando se apaixonou por uma fotógrafa alemã e acabou morrendo em Hamburgo, poucos meses depois, de aneurisma… triste, triste, triste!!!
    Mas a Grosse Freiheit é parada obrigatória!!!! AMOOOO :)

  3. Cintia disse:

    Na primeira foto eu já li “gente de zona” e pensei na consulta do oftalmo que eu nunca vou. Daí vc deu zoom… hahahahahahah… não preciso de oftalmo, mas queria saber se a banda é boa! :D

  4. ingridgomes disse:

    A primeira vez que fui lá foi e, 2000, eu já sabia do causo dos Beatles e voltei pro Brasil toda faceira porque tinha ido ao famoso lugar onde praticamente tudo começou…. hahhaha

    Vai lá ver gente de zona e depois volta pra conta “pa Nóis!” hahahah

  5. Vai lá não, Bruna !!!
    Você é uma moça de garbo e elegância.
    (Vai que o som é bom ,você vai ter que dizer que adora gente de zona)
    E isso não é chique …hehehehe

  6. Miss Cherry disse:

    eu voltei… agora pra ficar!!!

    amei o post. sou beatlemaniaca desde que era um feto!!!!
    me leva ai!!!

  7. brunahagemann disse:

    tem quartinho de visita agora, vem tu!!!!

  8. Mi disse:

    nao sabia que Hamburgo era tao intima dos Beatles! e agora…vc vai la ver a zona ou nao vai? hehe bjs!

  9. Ernani disse:

    Hahahahahah! Que diabo é gente de zona?? Puta absurdo!!!
    Estive aí na copa de 2006 e não consegui aproveitar nada de Beatles. Preciso voltar. Mas só vou num dia de Bruna Maria Braga inspirada…… ;)

  10. Gabriela Vieira disse:

    Ola Bruna,

    Achei seu blog por acaso, enquanto procurava dicas de Hamburgo, to adorando!!!

    Bom, vi que esse post foi escrito há uns meses atras, mas ainda esse ano, a questão é que, seguindo essa dica e tendo muitos beatlemaniacos na familia fui lá hoje procurar essas tais lojas de souvenirs e, pra minha tristeza, não tem nenhuma!!! O museu da esquina, fechou!! :-(
    Já tinha entendido que na propria Grosse Feihet so tinha a tal casa de shows e plaquinha, certo, mas andei dois quarteirões, pra cima e pra baixo, na reeperbahn e não tem nenhuma loja de souvenirs com algo dos Beatles (so com as tipicas coisas de Hamburgo, dando ênfase ao Red light district). Em uma dessas perguntei ao vendedor e ele disse que costumava ser a loja do Museu, mas que agora ele fechou e não tem mais nada…

    É isso mesmo ou dei azar?

    Bjos e…prazer!!!

    • brunahagemann disse:

      Oi Gabriela!! Pois é, o museu (e a loja, que era anexa ao museu) fecharam de supetão :-( diz que não dava muito retorno… estranho isso né?
      Você encontra sim souvenir dos Beatles em lojas de souvenirs de Hamburgo, mas não em grande quantidade, claro.
      Que pena, né? Sinto muito pela sua ‘brochância’ nessa procura :-/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s