Elaine Santos

Viajar é tudo de bom. Deixar seu país para viver em outro, é mais aventura ainda. Sempre ao conhecer pessoas que acabaram de chegar aqui (ou na Irlanda), fico super feliz pela atitude, coragem e ambição destes brasileiros – como se fosse minha primeira pisada em terras gringas. Tem gente que reclama do excesso de brasileiros por aí, mas eu fico feliz.

Fico feliz de ter morado em Dublin e ter conhecido uma ‘pá’ de brasileiros que se abraçam, se ajudam, sofrem e festam juntos. Todos na mesma situação, atacados pela crise econômica e  revendo seus conceitos sociais – algo que nunca aconteceria no Brasil.

Quando vejo brasileiros tristes, eu faço o possível para ajudar. Quando algo ruim acontece com alguém, meu coração fica pequenininho, calado, puto da vida e triste. Povo meu, irmão meu.

Me lembrei do caso Aline Barros, uma brasileira em Dublin que sofreu um acidente e ficou paraplégica. Não pode trabalhar, ainda reside na Irlanda e vive de doações. Clique aqui para ver sua história e aqui para saber do fim da história (ou não?)

Depois de ler em alguns blogs alheios o caso Elaine Santos, um filme passou pela minha cabeça, a tristeza da família e amigos me cutucou a consciência e veio a pergunta: e se fosse eu???

Eliane Santos, 33 anos, carioca, feliz. Não tive a oportunidade de conhecê-la. Faleceu esta semana depois de ter sofrido um aneurisma cerebral dentro de um Pub, em Dublin. A escola a qual estudava arcou com os custos de velório e envio das suas cinzas ao Brasil. Amigos e desconhecidos estiveram o tempo todo em seu lado, informaram a família e correram atrás da burocracia. Sua família não tem condições de custo. Parabéns à Eden College pela atitude e aos amigos e desconhecidos pela força.

Fontes: Irlanda Colorida, Ká.entre.Nós, Cat in College, Madrugada em Claro e comunidades do orkut.

Espero que ela tenha sido tão feliz em Dublin como eu fui.

Meus sentimentos à família.

Fique em PAZ, mocinha sorridente.

——

Em breve, programação normal.

Anúncios
Esse post foi publicado em Aleatórios. Bookmark o link permanente.

4 respostas para Elaine Santos

  1. Edivania Vicchi disse:

    Lindas palavras, Brugina!

    Que ela tenha a paz que mereca e a familia o entendimento necessario para aceitar essa perda.

    Abracos

  2. Cath disse:

    Oii, amore! Eu nem tive muitas palavras no meu blog. Eu decidi linkar no Madruga em Claro e somente fazer uma homenagem porque essa notícia, tb mesmo não a conhecendo me abalou. Eu fiquei muito triste. Eu ás vezes penso que eu estou aki, meus pais no Brasil e isso pode acontecer com qualquer um de nós. Nessas horas eu sinto que é muito bom ter amigos por perto, e principalmente como eu vejo em Kilkenny, comunidades de africanos, asiaticos, poloneses, se ajudando, porque não a nossa comunidade?
    Infelizmente eu estou longe de Dublin e acho que a única forma mesmo de mostrar meus sentimentos a Elaine foi mesmo o meu blog.

    PS: eu tb to viajando na dos selos, ainda tentando saber como repassar, a morena aki nao manja nada de blog hahaha só de foto e post grande hahah

  3. Ernani disse:

    Salve Bruna! Bom saber que tem mais alguém aí pelo mundo pra sorrir e chorar com a nossa gente. Valeu por espalhar as histórias das nossas meninas queridas. bjos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s